Por: TravellingMan · Data do cruzeiro: jan. de 2016

Nova Iorque no Norwegian Breakaway

O cruzeiro de 14 dias de Nova Iorque para o Caribe foi incrível! Essa foi nossa primeira vez no Breakaway, nossa primeira vez em um cruzeiro de duas semanas, e nossa primeira vez em muitas ilhas do itinerário. Foi uma diversão! Agora o Breakaway é o nosso navio preferido da NCL. Adoramos o The Waterfront, e jantamos lá quase todas as noites a bordo. É também um ótimo lugar para passar o tempo durante o dia lendo, observando as ondas ou apenas relaxando. Preferimos isso ao ruído e às multidões da área da piscina no Deck 15.

Como leva vários dias para viajar de Nova Iorque para o Caribe, um cruzeiro de duas semanas faz muito sentido. Você visita sete ou oito ilhas acolhedoras e convidativas antes de voltar para a fria realidade do inverno de Nova Iorque. Os três dias no mar na ida e outros três no retorno ao porto foram relaxantes. Optamos por um upgrade de cabine que nos proporcionou acesso ao spa e ao The Haven, e foi uma experiência altamente luxuosa. Tivemos sorte de reservar um cruzeiro no qual ainda havia algumas suítes Haven disponíveis apenas alguns dias antes da viagem, e pudemos fazer o upgrade na última hora por um preço bastante razoável. Pode ser que nunca mais gastemos tanto em upgrade desse tipo novamente, mas nessa longa viagem valeu muito a pena. Nosso mordomo e concierge exclusivos cuidaram de tudo para nós. Tudo que precisávamos fazer era relaxar e aproveitar. Meu aniversário caiu no último dia no mar. Embora não tivéssemos mencionado isso para ninguém a bordo, quando voltamos à cabine naquela noite havia um bolo de aniversário nos aguardando. Somos muito gratos ao nosso mordomo, Hipolito.

Comemos em quase todos os cerca de 20 restaurantes a bordo. Nosso favorito, como em outros navios da NCL, foi o Le Bistro, o restaurante francês, com o Ocean Blue bem perto no segundo lugar. Também gostamos muito do sushi bar e do noodle bar, e o show dos chefs do restaurante Teppanyaki vale o preço da entrada. O Moderno e o Cagney's foram altamente recomendados. Ambos foram muito bons, mas nenhum realmente atendeu às nossas expectativas depois de tantos elogios. O único restaurante de especialidade que não visitamos foi La Cucina - simplesmente não havia noites suficientes para visitar todos os lugares a bordo.

Havia uma grande variedade de shows no palco e apresentações nos salões para nos manter entretidos. Gostamos muito do guitarrista no salão e do duelo de pianos no Howl at the Moon. Foi algo muito especial quando o tributo ao grupo Four Seasons foi adicionado na última hora. Eles vieram a bordo logo antes do nosso retorno a Nova Iorque, e adoramos o show. A única coisa que faltou em termos de entretenimento foi um pouco de música clássica. Gostamos muito do violonista clássico, do quarteto de cordas e do piano clássico em outros navios da NCL, e uma seleção de música clássica no Breakaway teria sido muito bem-vinda.

O que mais gostamos no Breakaway foi o projeto, a maneira como tudo a bordo parece funcionar bem junto. Tudo flui muito bem nesse navio. Os locais parecem ser do tamanho certo, no deck certo, bem onde você esperaria que estivessem. A locomoção é fácil, e para um navio com mais de 4000 passageiros a bordo, nunca pareceu ser gente demais. A única vez que vimos multidões foi no primeiro dia, quando todos os 4000 passageiros tinham que estar no Deck 7 para o exercício com barco salva-vidas. Os corredores, e especialmente os elevadores, ficaram lotados por algum tempo, mas então as coisas voltaram ao normal. Raramente tivemos de esperar mais de um minuto por um elevador durante o resto da viagem.

O único comentário negativo que temos é o projeto dos assentos do teatro no auditório. Têm uma barra de um lado a outro do assento, fazendo com que a pessoa se sinta como se estivesse sentando num pau de cerca. A única maneira de ficar confortável é sentando com má postura. A NCL realmente deveria considerar a substituição de todos os 800 assentos do teatro por outros mais confortáveis. Agora que vimos o Breakaway, estamos na expectativa de viajar em seus navios irmãos, o Getaway e o Escape. A NCL realmente acertou com esse projeto, e estamos curiosos para ver o que a próxima geração de navios pode fazer para elevar ainda mais o nível. Parabéns NCL!