sonhe. veja. inspire-se. repita.
Blog oficial de viagem da Norwegian

Um cruzeiro de Natal pela Europa é uma forma maravilhosa de celebrar as festas de fim de ano em muitos países e culturas diferentes. Aprenda a cantar canções natalinas em espanhol, francês, dinamarquês e muito mais. Desfrute muitas variações da ceia de Natal. Conheça as diferentes versões do Papai Noel. Um cruzeiro transforma o Natal em uma aventura.

Cruzeiro de Natal no Marrocos

Se você não quer ter um Natal com neve, então o clima temperado de um Natal marroquino pode ser mais o seu estilo. O Natal não é amplamente celebrado no país, mas devido à influência católica francesa, você encontrará celebrações nos arredores de catedrais católicas. Não deixe de comprar um bolo natalino francês chamado Bûche de Noël nas padarias. Você encontrará lindas decorações nos shopping centers, mas não encontrará o Papai Noel, ou como os franceses o chamam, Père Noel.

Experimente uma Bûche de Noël em seu cruzeiro no Marrocos

Cruzeiro de Natal em Ponta Delgada, Açores

Se você fizer um cruzeiro para Ponta Delgada durante o Natal, não deixe de experimentar o prato natalino preferido na região: bacalhau seco e salgado. O menu também inclui polvo de Natal cozido. Em Ponta Delgada, você encontrará açorianos frequentando a missa da meia-noite na véspera de Natal, visitando familiares até altas horas da manhã e depois voltando para casa para abrir os presentes.

Cruzeiro de Natal na Islândia

A Islândia é um ótimo destino de cruzeiro no fim de ano, já que é rica em tradições. Por exemplo, as crianças da Islândia estarão se comportando da melhor maneira possível com medo de que Gryla, um ogro que vive nas montanhas, as encontrem e as cozinhem na sopa. O assistente de Gryla visita as crianças durante a noite para entregar presentes para as crianças boas e batatas podres para as más. Os adultos também precisam tomar cuidado. Cada islandês precisa vestir uma peça de roupa nova na véspera de Natal ou então estarão à mercê de um gato preto grande e ameaçador.

Cruzeiro de Natal nas Ilhas Canárias

A principal tradição do Natal nas Ilhas Canárias são os elaborados presépios chamados de beléns. Os mais populares são esculpidos em areia na praia Canteras, em Las Palmas. A ceia de Natal em uma ilha conta com frutos do mar, como peixes e camarões. Antes de ir embora, você precisa experimentar a sobremesa feita de batata-doce e doces de abóbora chamada truchas.

Beléns na praia Canteras, em Las Palmas

Cruzeiro de Natal na Irlanda

Ao fazer um cruzeiro para a Irlanda no Natal, você descobrirá que os irlandeses comemoram a data como muitas pessoas, com canções cantadas na catedral na véspera e presente sob a árvore na manhã de Natal. O dia após o Natal é o Dia de Santo Estêvão, e Santo Estêvão é o santo padroeiro dos cavalos, então 26 de dezembro é o dia de ir a uma pista de hipismo e apostar nos pôneis. O dia 6 de janeiro marca o fim da época de festas e é chamado de Natal das Mulheres. As mulheres ganham o dia de folga e os homens tradicionalmente cozinham, limpam e desmontam as decorações de Natal.

Cruzeiro de Natal na Escócia

Se você estiver fazendo um cruzeiro para a Escócia no Natal, não vai querer perder a oportunidade de celebrar um feriado que foi banido por 400 anos por protestantes puritanos! Acreditando que isso fosse um desvio da Igreja Católica Romana, foi apenas em 1958 que a data se tornou um feriado público. Antes disso, o feriado era visto com maus olhos. O maior feriado da Escócia é o Réveillon. Foram os escoceses que criaram a canção Auld Lang Syne para as celebrações do Réveillon. O nome da música significa "pelos velhos tempos". Os escoceses chamam o Réveillon de Hogmanay, ou "primeiro a entrar". A primeira pessoa a entrar em uma casa no Ano Novo deve levar como presente carvão, shortbread ou uísque. Acredita-se que se um homem moreno alto for o primeiro a entrar, trará sorte, enquanto visitantes de cabelo claro dão azar.

Cruzeiro de Natal na Dinamarca

Em um cruzeiro de Natal para a Dinamarca você aprenderá que o Papai Noel é conhecido como Julemanden, ou "homem yule". Seus ajudantes são duendes travessos chamados "nisser". Acredita-se que eles vivem em sótãos ou celeiros e ajudam na casa ou na fazenda. Na véspera de Natal, as crianças deixam pudim de arroz para fora para que os nissers não percam o controle de suas travessuras.

Natal na Dinamarca