sonhe. veja. inspire-se. repita.
Blog oficial de viagem da Norwegian

Aye mateys! As belas ilhas do Caribe já foram o lar de todos os tipos de piratas audazes. As peças de oito e os tesouros enterrados definiam a ordem do dia. "Andar sobre a prancha" e "Macacos me mordam!" eram expressões corriqueiras. "Yo ho ho e uma garrafa de rum." Reunimos uma lista de famosos piratas do Caribe.

O corsário galês capitão Henry Morgan espalhava o medo pelos assentamentos espanhóis no Caribe. Ao sair da sua base na Jamaica, Morgan causou destruição em assentamentos em Cuba, no Panamá e na Venezuela. A simples menção ao seu nome fazia com que soldados espanhóis abandonassem seus postos. No seu auge, comandou 2,000 piratas e 36 navios. Depois de se aposentar, ele voltou para a Inglaterra onde foi recebido como uma lenda e foi condecorado pelo rei. Ele viveu o resto de seus dias como vice-governador da Jamaica. Hoje ele é lembrado por seu homônimo, o saboroso rum Captain Morgan.

O infame Edward Teach (Barba Negra) aterrorizou marinheiros cautelosos em todo o Caribe. Conhecido por usar sua longa barba negra em tranças nojentas e pedaços amarrados de corda queimada de seu chapéu, ele causava uma impressão assustadora. Os navios que navegavam no Caribe, muitas vezes se renderiam ao vê-lo. Ele fez a sua base na ilha sem lei de Nova Providência, nas Bahamas, lar de Nassau nos dias de hoje. Ele aterrorizou portos na Martinica, em Anguilla, na República Dominicana, na Grande Cayman e muitos mais. Ele foi finalmente capturado e decapitado na ilha de Ocracoke, na costa da Carolina do Norte. Testemunhas contaram que seu corpo sem cabeça nadou duas vezes ao redor de seu navio antes de finalmente afundar no mar. Fique atento às "peças de oito". Há rumores de que Barba Negra enterrou um tesouro em algum lugar em seu reino. Ele serviu de inspiração para o capitão Jack Sparrow nos filmes Piratas do Caribe.

Tesouro de Barba Negra

Os homens não se divertiam tanto. Anne Bonny foi uma das poucas piratas do sexo feminino. Ela começou em Nassau, então chamada de República dos Piratas, um antro de iniquidade governado por uma associação de criminosos. Ela conheceu e se casou com o pirata "Calico Jack" Rackham. Anne geralmente se vestia como um homem, e era tão cruel e perigosa quanto qualquer um dos seus colegas sanguinários do sexo masculino. Ela e Rackham navegaram pelas águas entre Jamaica e Cuba, saqueando as cargas de navios. Finalmente, os piratas foram capturados e Calico Jack foi enforcado. Anne escapou da forca alegando que estava grávida. Ela desistiu da pirataria e se mudou para Charleston, Carolina do Sul, onde viveu o resto de seus dias em paz, mas certamente sonhando com uma aventura.

Bartholomew Roberts (também conhecido como Black Bart) foi o pirata de maior sucesso no Caribe. Ele capturou mais de 400 navios em sua carreira como pirata. Ele era implacável e ousado. Atacava qualquer navio com o qual se deparasse. Ele saqueou portos em Santa Lucia e São Bartolomeu. Quando frotas de Barbados e da Martinica se puseram a caminho para parar Black Bart, ele jurou vingança às ilhas. Ele hasteou uma nova bandeira de pirata com uma imagem sua em pé em cima de dois crânios, um marcado com Barbados e o outro Martinica. Mais tarde, ele capturou o governador de Martinica e o enforcou. Apesar de sua reputação cruel, Bart bebia chá em vez de rum. Ele criou o "Código Pirata", proclamando leis que incluíam nenhum jogo de azar, luzes apagadas às 8:00, e que todas as disputas deviam ser resolvidas em duelos. Black Bart foi mencionado brevemente no romance Treasure Island.